13 de dez de 2011

Aos poucos...

De repente... aquela rebeldia passa
A agonia pela vida dissipa
e tudo fica bem mais calmo...
Maroto e silencioso..
Nesse silêncio agudo...
É o instante que fala...
Que tudo foi só aquilo que foi...
Nada andou ao seu lado
Nem tampouco permaneceu perto
para confortar
em dias de vaguidão
daqueles memoráveis momentos de loucura e solidão
Pois é...
Era ausência de si...
Ausência de um eu
dentro de mim...
Não era entusiasmo...
Alegria exagerada
Era apenas vagueza...

De repente...
Tudo fica tão claro...
e daqueles momentos
Nada restou

E agora...
Não sei se ainda dá tempo
para recomeçar
para resgatar
O tempo perdido, a ausência de mim, dentro de mim...

Nenhum comentário: