22 de nov de 2010

.... indizível...

Já fiquei batendo o lápis na folha branca do caderno
tanto tempo até sujá-la com farelos de grafite
sem nenhuma inspiração
nem sequer palavras novas
nem tampouco as mesmas velhas
nada consegui trazer à tona para descrever paulatinamente
sentimento este... ocultado no meu peito
...Sentimento que eu sinto profundamente tangível ao respirar...
trazendo um ar inebriante
vindo de um sonho acordado
que me faz ir até você... em qualquer lugar...
como descrever?
como demonstrar o encantamento em palavras... em dizeres
em pronúncias... em rimas... ou que seja... frases feitas?
sinto... no toque... uma sensação feroz e tão logo intensa calmaria
sinto... no beijo lento... dos lábios pausados um no outro
a existência de um único mundo...
sinto na pele o ardor da vida...
...a essência da magia...
Sinto... apenas sinto...
que encosto-me em dias frios ou quentes...
no peito fugaz ...
...de um anjo perfeito!!!

Um comentário:

Robson Luiz disse...

''sinto..apenas sinto'' que estou profundamente encantado e tocado com esse blog e todos esses poemas que descrevem muito bem meus sentimentos. Parabéns Regi!