25 de mai de 2010

Nem de longe
sabe o que sinto
Nem de perto
vê o que me afeta
onde se esconde o sentimento
fugindo com medo de envolver
Nem de longe
faz idéia
do querer e não poder
do sonhar e não realizar
Nem de longe
sente como é assustador
querer você
e nada poder fazer

Nenhum comentário: