1 de mai de 2010

Folha Morta



Hoje saiu o Sol lá no alto...
Lembrei-me das possibilidades desse dia radiante.
Mas tão logo algo ecoou solidão em meus ouvidos..
Rir-me sem graça...realmente estava só...

Olho a folha que caía lentamente ao chão, da árvore do quintal de casa...
vejo o vento carregá-la e colocá-la suavemente do lado de outra..
Parecendo um consolo áquela que se desprendeu de sua vida e família...
Sentir-me mais só...
Eu estou desprendida vagando sem ter lugar para pousar...
Não existe um cantinho esperando por mim...
Sou lançada por aí...tentando parar em algum espaço
mas não há nenhum que queira me acolher...

O vento insiste em me levar cada vez mais longe
para lugares distantes... vazios e solitários...

Nenhuma mão me salva...
tenta cuidar de minhas feridas...
voo cada vez mais alto...
indo embora para o céu negro e obscuro
perdendo o contato com o mundo...

sentindo-me cada vez mais só que o infinito...

Nenhum comentário: