28 de mar de 2010

Eu acredito!



Não desisto do sonho tolo de encontrar aquele perfeito
O anjo que me encante
Que pare o mundo e se rende
Esteja disposto
Com um sorriso solto a me ter para sempre
Não desisto dos olhos azuis
Do jeito bobo
Da alegria pura
Da magia do beijo
Do toque infantil
Do respeito mutuo
Não desisto de encontrar minha metade
Neste mundo grande
Não apago da memória
Sua feição perfeita
Sua voz meiga
Seu suspiro lento
Seu cheiro único
Não desisto... dia a dia
Olho para todos os lados... na esperança de encontrá-lo
Assim... como loucamente me busca
Em cada minuto que se perde
Em cada instante que se vai...
Não desisto... Porque dentro da alma tenho a certeza...
Que de repente...
Viverei a maior história de amor
De todos os tempos...

Nenhum comentário: