21 de set de 2009

mais do mesmo...

Eu peguei o caminho da contramão
Ando por estradas tempestuosas longe do Sol
longe da vida...
Eu peguei a estrada sinistra
Onde não encontro a saída...
Eu velei tanto esse amor
Quando lembro do seu riso tudo acaba em mim

Eu peguei o atalho da dor
Peguei o caminho da solidão
Seu rosto não vem mais me iluminar

Sigo por uma estrada nebulosa
Sem inspiração mais uma vez...

Sem saber aonde devo me esconder
dessa mesmice dor de amor...

Nenhum comentário: