12 de set de 2009

Prévia...

Ando sem inspiração
O dia nasce... o dia morre...
a noite adentra... o sono congela...
o frio domina... a Lua irradia...
Mas nada clareia uma palavra de sentimento...
No peito... o coração não reage...
nem com a dor...
...e nem a falta de amor...
Não sei onde desistir de buscar o limite de viver...
com suas andanças sem rumo...
com seu caminho certo e errado...
com suas loucuras intermináveis...
gargalhadas ensurdecedoras...

Não sei por onde ficou metade do que eu era...

Nenhum comentário: