27 de nov de 2007

Anjo dos Céus

Teu sorriso é o encanto dos sonhos
Teu jeito eloqüente envolve os mistérios dos mundos
Numa busca imperfeita você foi minha descoberta
Em outro universo
Em outro rumo
Busco-te a cada instante
Numa loucura surreal
Vejo-te e quero-te no horizonte
Perto... Longe
É o seu jeito singular
Que conota o abismo a luz fulgente
É a sua gargalhada que ensurdece a alma
Que encarrega o desejo impar de encontrá-lo em cada estrela cintilante
É o meu ser padecido de indecifráveis rotinas
Que desvenda sem querer...
O caminho da magia
E abre o peito ao vê-lo
Guiando-me para um novo começo
Nem duradouro peço
Eis que espero que o feitiço longo por minutos seja
Surge diante de mim
O anjo que me acalma nesta noite fria
Num frescor celestial os seus braços fortes
Cobre-me de uma terna proteção
Abro os olhos e vejo-te dormir
O temor vem me invadir
Sei que tão logo o sol clareia
Seus raios denunciarão
A magia está por fim
Tão logo...
O beijo se despede
A mão...
Toca o rosto sereno e os lábios sorrir
Eis à hora de partir
Fica no peito um Adeus
Fica na memória um encontro com um Deus
Fica o aroma na pele, no ar...
Fica na alma impregnada o perfume do anjo mais doce...
Mais lindo... E Perfeito
Que a fantasia foi capaz de criar...

Nenhum comentário: